Luta Antimanicomial é comemorada pelo CAPS Renascer

O dia 18 de maio marcou também os 30 anos de comemoração pelo Dia Nacional da Luta Antimanicomial. Em Silvânia o Centro de Atenção Psicossocial (CAPS) Renascer realizou diversas atividades para lembrar a data no dia 15 de maio.

Para a coordenadora do CAPS, Larissa Chitolina, o objetivo principal é mudar a concepção das pessoas, sobre a saúde mental. “O essencial para o nosso evento é que, nós enquanto pessoas consigamos olhar o outro como ser humano, independente de sermos profissionais da saúde ou membros da comunidade”.

No Espaço Cultural Juvenal Tavares foi realizada uma roda de conversa com profissionais da saúde, educação, assistência social e outras entidades. Já na Praça do Rosário, atividades culturais envolveram os usuários do Renascer. Finalizando as ações, todos participaram de uma caminhada pela Avenida Mário Ferreira.

Segundo o Ministério da Saúde, o Movimento da Reforma Psiquiátrica começou na década de 70, ainda durante a redemocratização do país. Dois marcos importantes aconteceram em 1987 para a escolha do dia, primeiro foi o Encontro dos trabalhadores da saúde mental, em Bauru/SP, e a I Conferência Nacional de Saúde Mental, em Brasília.

A política brasileira de saúde mental, álcool e outras drogas se desenvolve desde então a partir de diversos manifestos e discussões. Em Silvânia a luta teve grande força com a instalação do CAPS Renascer em 2013, desde então um novo olhar foi dado para os tratamentos no município.

ASCOM Prefeitura

Compartilhar

Desenvolvido por